Social-Democracia para o Brasil

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1064773840336748&id=100004124263178

O video descreve o estabelecimento da economia liberal e a seguinte precarização das relações de trabalho e bem-estar social, em uma perspectiva bem humorada, na sociedade alemã.

– Créditos e agradecimentos a Bruno Mansur que fez a tradução deste brilhante e didático vídeo!

Nota do próprio tradutor: Algumas palavras foram adequadas ao contexto brasileiro, como é natural em traduções de qualquer natureza, destacando-se a associação da figura de Michel Temer como o liberal brasileiro e a paridade dos tribunais, sendo citado o STF como correspondente.

Anúncios

diÁlogo entre irmã@s

diÁlogo entre irmã@s

– Reich foi pra Freud o mesmo que Marx foi pros economistas…

* O espectro ideológico é uma ferradura: os extremos da esquerda e direita são muito próximos.

* https://arstechnica.com/cars/2018/05/are-autonomous-trucks-going-to-save-the-industry-or-destroy-it/

* Como sempre estamos discutindo agenda do passado. Idade de aposentadoria em uma época que o emprego será substituído por máquinas. Motoristas são os primeiros.

– Xadrez de como Pedro Parente prepara-se para o golpe do século, por Luis Nassif

https://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-de-como-pedro-parente-prepara-se-para-o-golpe-do-seculo-por-luis-nassif

Próximas se ignorarmos as diferenças entre os objetivos e métodos né! enquanto que os liberais admitem regimes fascistas para “manter o controle”, vide Mises, o marxismo planejou uma “ditadura da maioria”, absolutamente democrática, até coletivizar os meios de produção…

* Na prática a teoria é outra,

* Ditaduras dos dois lados

* E os mesmos métodos

; que eu conheça, não existe em nenhum dos casos, uma democracia direta, se é que isto seja possível. é sempre representativa.

;quanto mais regrado, maior a concentração de poder.

Mas a prática é a construção possível de cada povo…

* Construção humana possível

– A FARRA da aposentadoria – Antonio Neto

https://www.facebook.com/FaceDoAntonioNeto/videos/371161389955939/

– e vcs? saudades dos amig@s

– agora estabilizando um pouco mais.. nos mudamos…

– tem lugar legal pra hospedar… #ficaadica… 😉

– mas queremos viajar fim de ano também

– fala man@! boa tarde!

Nosso inimigo

Antonio Lisboa, 3 h

“Nosso inimigo não são os “direitistas”, os “fascistas”, os “coxinhas”, os “bolsominions” e outros tantos odiáveis. Esses são apenas uns pobre coitados manipulados, cerebrolavados, teleguiados, adestrados, doutrinados, hipnotizados, entorpecidos, anestesiados, fluoretizados, encapsulados, pasteurizados, carimbados, rotulados e avaliados, se quiser voar. Com exceção dos legítimos (de essência perversa) (os nazistas, os bilionários, os bildbergues, os capos da mídia, e os vampirões capitalistas da fauna transilvânica), a imensa maioria dos direitistas não passam de cidadãos roubados de informação, muito mais vítimas que verdadeiros culpados. Eles não são o inimigo. Mas o plano das forças sinistras que regem o capetal é justamente esse. Que os odiemos. Que eles nos odeiem. Que brinquemos cada vez mais na ciranda do ódio enquanto nos dividem, nos distraem e nos fazem querer exterminarmos uns aos outros – ou ao menos que não tenhamos mais empatia pelo outro, enquanto o andar de cima nos extermina a todos. Quem não entendeu isso não entendeu nada.”

ps: https://es.m.wikipedia.org/wiki/Grupo_Bilderberg

Governo temeroso é o
Brasil sem brasileiros…

Assim como escola sem partido
É a escola sem professores
É o humano sem humanidade
Movimentos “sem partido” são
movimentos sem humano

Tomar partido é preciso e,
no nosso caso, passou da hora…
Não precisa ser partido eleitoral
Mas um humano qualquer…

Basta de silêncio
Acho que criaram tal oriza de política
Que tomar qualquer partido é feio

Tudo tem de ser asséptico
Assim como nós

Asséptico não é humano
Não é próprio do humano
Somos sujos mesmo
Somos humanos…